Documentos necessários para comprar um carro

Automóvel ou carro é um veículo motorizado com quatro rodas, existindo quem defenda que esta interpretação englobe similarmente os motociclos que são veículos motorizados com duas rodas. A interpretação abrange a cada um dos veículos com autopropulsão proposto a combustão interna, que pode ser produzida por bebida alcoólica, gasolina, animação, diesel, hidrogénio ( também em teste ), biogasolina, biodiesel ou qualquer outra combinação de combustível, comburente e calor que provoque a combustão interna, ou híbrido, ou também os veículos terrestres que se movam a partir de motores elétricos ou a vapor com a intenção de transporte de passageiros e trabalho.

O automóvel dos dias de hoje possui, tipicamente, de um propulsor de combustão interna, de 2 ou quatro tempos, propulsionado a gasolina, diesel ou álcool. Não obstante, a sua instituição se deve a inúmeras invenções em diversas artes e ciências, como a física, matemática, design etc.

Depois de adquirir um automóvel as indivíduos pensam em revender o bem para então poder adquirir um novo, porém a burocracia no Brasil assusta muita gente, e para adquirir ou vender um automóvel não é distinto. Há quem evite a papelada recorrendo ao corretor, pagando um dinheiro extra e evitando problemas. Porém se você é do tipo que gosta de realizar tudo sem companhia, aqui vão informações sobre os documentos importantes para se barganhar carros, tanto novos quanto usados.

Comprando um automóvel zero

Se você for a uma concessionária para adquirir um automóvel 0km, é bastante possível que a empresa resolva todos os trâmites relativos à papelada. Se este não for o caso, você mesmo pode permitir a chegada na papelada do seu veículo novo.

Os documentos a serem emitidos são o Certificado de Registro do Veículo (CRV), que funciona como uma declaração de compra e distribuição do automóvel ( e precisa ser guardado em local confiável ), e o Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo (CRLV), o popular “ papel do automóvel ”, que precisa ser portado impreterivelmente toda vez que ele locomover-se pelas ruas e estradas do país.

Para requisitá-los, é necessário ir até um ponto de atendimento indicada pelo Detran com os seguintes documentos:

  • RG e CPF ( original e cópia );
  • Comprovante de endereço ( original e cópia, de no máximo 3 meses antes );
  • Cópia da nota fiscal do fabricante;
  • Nota fiscal original da revenda, emitida pela concessionária ou pelo fabricante;
  • Decalque do chassi;
  • Formulário do Renavam ( Registro Nacional de Veículos Automotores), disponível nos sites dos Detrans de cada Estado (www.detran.rj.gov.br);
  • Comprovantes de pagamento do primeiro registro e do emplacamento.

Ao entregar estes documentos, são emitidas as guias para pagamento do IPVA e DPVAT ( seguro obrigatório ). Com elas pagas, é realizado o pedido de expedição do CRV e do CRLV, assim como a geração do número da placa. Em seguida disso, com a papelada pronta e o veículo emplacado materialmente, você está liberado para mover com seu automóvel novo!

www.detran.rj.gov.br

Compra com carros usados

Ao adquirir um automóvel utilizado, antes de encerrar negócio, é bom aferir se ele não possui pendências, como autuações, taxas em aberto e multas não pagas. Para realizar isto, basta entrar no site do Detran, tendo em mão o Renavam do veículo e o número da placa. Se o automóvel for adquirido em empresa, o proprietário é indispensável por princípio a permitir o histórico. Similarmente é fundamental aferir se os números do chassi e do propulsor batem com os que aparecem nos documentos do veículo – se houver divergências, a dor de cabeça pode ser colossal.

Fechou negócio? Agora você possui 30 dias para mudar o automóvel para o seu nome. Atenção: o não-cumprimento desse tempo é considerado infração grave, rendendo cinco pontos na carteira! Além disso, sem a mudança, o antecessor dono pode exigir o inibição do veículo, para evitar ganhar multas e cobranças. Para solucionar isto, basta ir ao Detran com esses documentos:

  • CRV preenchido e assinado pelo antecessor dono, com firma reconhecida em arquivo;
  • CRLV do veículo ( original e cópia );
  • RG e CPF do novo dono ( original e cópia );
  • Comprovatório de endereço do cliente ( original e cópia, de no máximo 3 meses antes );
  • Duas vias do formulário do Renavam, disponível nos sites dos Detrans de cada Estado;
  • 2 decalques do chassi;
  • Comprovatório de pagamento da tarifa de irradiação da nova CRV e dos demais débitos, caso existam.

Se for vender seu automóvel para indivíduo físico, é preciso exercer e subscrever o CRV do veículo, com identificação de companhia, e realizar a comunicação de distribuição ao Detran. Em vários casos, ela pode ser feita na internet.

Caso você esteja vendendo seu automóvel a uma empresa, o registro é passado de imediato para o nome da empresa em que momento o veículo entra no reserva. Este técnica entrou em validade em 2017, visando diminuir a burocracia, e ele é realizado completamente na internet.

Documentos necessários para comprar um carro
Avalie este artigo!